Um pouco de mim

Minha foto
Salvador, Palermo, Italy
Me chamo Maiara, nasci em Salvador-Bahia em 1988, mas no momento estou morando em Palermo capital da Sicilia na Italia desde Dezembro de 2011. Adoro cachorros, não vivo sem musicas, amo cozinhar, sou massoterapeuta, bem casada com um italiano, amo decoração, Trarei dicas de moda, maternidade, gastronomia, casa, saúde, e algumas curiosidades de quem viaja muito e mora fora do Brasil. Espero que gostem, que participem e que possamos nos encontrar sempre neste espaço. Um beijo carinhoso,

translate

Estou no Fashiolista

Google+ Followers

Marcadores

Follow by Email

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Ads 468x60px

Featured Posts

06/06/2012

A menstruação significa para algumas mulheres o ápice da sua feminilidade e fertilidade. Para outras, ela representa somente incômodos como dores, inchaços, cólicas e a temida tensão pré-menstrual(TPM). Porém, atualmente, as mulheres do segundo grupo têm ao seu alcance a escolha de cessar a menstruação e por consequência, diminuir e até eliminar os sintomas que ela traz. Em alguns casos, a suspensão da menstruação é indicada pelo próprio médico a fim de tratar algumas doenças como mioma, endometriose (inflamação da camada que reveste o útero) e anemia.
O primeiro passo de quem deseja parar de menstruar é procurar um profissional para auxiliá-la. “É importante avaliar se a mulher possui indicação formal para suspender a menstruação ou se ela apresenta fortes sintomas de TPM, que prejudiquem seu dia a dia. Em casos de mulheres com pequenos sangramentos, não vale a pena o tratamento, pois ele envolve grandes alterações hormonais”, explica o médico ginecologista obstetra Domingos Mantelli Borges Filho.

Métodos

A ginecologista obstetra Denise Gomes, diretora médica da Plena Clínica, explica que existem quatro métodos mais utilizados na interrupção da menstruação. O mais comum é o uso contínuo da pílula anticoncepcional por via oral. Neste caso a paciente toma o medicamento, que pode ser uma combinação dos hormônios estrógeno e progesterona, sem interrupções.
O outro método é a administração da injeção de progestogênio trimestral.
O DIU com progesterona é um dispositivo em forma de T que é colocado pelo médico no útero da mulher e que pode durar cinco anos. E por fim, há o implante subcutâneo, um pequeno bastão é inserido, geralmente no braço da mulher, e libera diariamente o hormônio para inibir a menstruação e pode ser usado por até três anos.

Vantagens e desvantagens

As vantagens em interromper os ciclos menstruais mensais é que os anticoncepcionais hormonais reduzem o risco de surgimento de endometriose, miomas uterinos, câncer no endométrio. Além disso, combatem cólicas menstruais e auxiliam no combate à anemia e à tensão pré-menstrual.
Para as mulheres que querem inibir a menstruação, mas têm medo da infertilidade, a médica desmistifica o tema. “Os métodos hormonais não causam infertilidade permanente. Alguns meses após a interrupção do tratamento as mulheres estão aptas para a fecundação, mas é imprescindível visitar o ginecologista regularmente para verificar alterações indesejadas e controlar as taxas hormonais”, conta Denise.
Outra preocupação constante é sobre onde vai parar o sangue que não é liberado pelo corpo da mulher. “Quase todos os métodos inibem a ovulação. Com isso, o endométrio (camada que reveste o útero que se prepara para a chegada do óvulo) não se forma e logo não há o que sangrar ou eliminar do corpo”, explica Mantelli.

Como o tratamento é todo baseado na administração de hormônios, as fumantes, mulheres que têm problemas na tireoide ou que já tiveram trombose, não são aconselhadas a interromper o ciclo menstrual.
A possibilidade de iniciar um tratamento deste tipo inclui alguns problemas. “O fim da menstruação pode acarretar em aumento da oleosidade da pele e de acne ou reduzir a libido de algumas mulheres”, afirma. Denise.

Uma decisão

A massoterapeuta Rosângela Souza Barbieri, de 33 anos, decidiu parar de menstruar há três. “Tinha muitos sintomas por causa da menstruação. Dor nas costas, compulsão por doces e retenção de líquidos. E os sintomas chegavam a durar duas semanas. Com o fim do ciclo, fiquei mais disposta e não tenho mais problemas com os treinos de corrida”, conta.
Os dois profissionais ainda sugerem que a mulher deve ter acesso às informações para poder decidir, junto com um médico, se pode aumentar sua qualidade de vida cessando sua menstruação com um tratamento adequado e supervisionado.

Por: www.dicasdemulher.com.br

Eu ja tomei a injeção de 3 meses e me senti ótima, o único problema é quando paramos a menstruação fica descontrolada e demora a voltar ao normal, hoje tomo a pilula Yasmim que é mais fraca.
Bjinhos!!!



0 comentários: